Fiocruz
no Portal
neste Site
Fundação Oswaldo Cruz
Página Principal

Um mar de possibilidades

Com consultoria do IOC sobre aspectos da biodiversidade marinha, exposição ‘Oceanos’, em cartaz no Museu da Vida, faz um passeio desde as areias da praia até as profundidades abissais


Um mundo que domina 70% da superfície do planeta. Apesar de exercer protagonismo na preservação da vida terrestre, o que se conhece atualmente sobre os mares representa menos de 1% do espaço que ocupa. Para oferecer ao público informações e curiosidades sobre esse ‘universo paralelo’, o Museu da Vida lançou, na última sexta-feira (02/06), a exposição ‘Oceanos’: um passeio desde as areias da praia até as profundidades abissais, com o intuito de esclarecer um pouco mais sobre a influência da luz solar nos oceanos, a biodiversidade aquática, as correntes marinhas e os malefícios da poluição tanto para a população aquática quanto terrestre. A iniciativa contou com o apoio do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), sobretudo no suporte técnico referente a aspectos da biodiversidade marinha.

O pesquisador do IOC Salvatore Siciliano, um dos idealizadores do projeto, ressaltou que o desafio foi escolher quais assuntos abordar dentro de um universo com temáticas diversas. “As discussões com a curadoria foram fundamentais para a formulação desta exposição lúdica e interativa, que vai da praia às águas profundas, passando pela questão da poluição”, comentou. Sobre a relevância do tema, enfatizou: “Os oceanos contam histórias. Se os nossos antepassados não tivessem cruzado o Oceano Atlântico, talvez não estivéssemos aqui”, disse.

Foto: Gutemberg Brito

Salvatore e Luisa juntos com Leticia Rumjanek, também curadora da exposição (da dir. p/ esq.)

De acordo com uma das curadoras da exposição, a pesquisadora Luisa Massarani, o objetivo do projeto é estimular a curiosidade e o interesse de crianças e adultos pelos oceanos e seus habitantes. “Há muito tempo que a gente pensa em organizar uma exposição falando do mar, da sua importância para a vida na terra e dos seres que o habitam. Com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e de toda a equipe do Museu, conseguimos transformar essa ideia em realidade”, comentou.

Foto: Gutemberg Brito

A exposição representa um passeio desde as areias da praia até as profundidades abissais, com o intuito de esclarecer um pouco mais sobre o universo dos mares

A exposição ‘Oceanos’ pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 9h às 16h30, e aos sábados, das 10h às 16h. O Museu da Vida está localizado no campus da Fiocruz em Manguinhos (Av. Brasil, 4365, Rio de Janeiro – RJ). A entrada é gratuita.

Reportagem: Kadu Cayres
06/06/2017
Permitida a reprodução sem fins lucrativos do texto desde que citada a fonte (Comunicação / Instituto Oswaldo Cruz)

Versão para impressão:
Envie esta matéria:

Instituto Oswaldo Cruz /IOC /FIOCRUZ - Av. Brasil, 4365 - Tel: (21) 2598-4220 | INTRANET IOC| EXPEDIENTE
Manguinhos - Rio de Janeiro - RJ - Brasil CEP: 21040-360

Logos